Da maçã ao buraco de minhoca

by quarta-feira, março 17, 2010 3 comentário(s)
Maçã

O fruto proibido expulsou o homem do Jardim do Éden, mas levou a física ao paraíso. Tudo por causa do cientista que se inspirou na queda de uma maçã para unir o céu e a Terra sob a Lei da Gravidade: Isaac Newton. “A natureza e suas leis escondiam-se na escuridão / Deus disse: Faça-se Newton! E tudo se iluminou”, escreveu o poeta Alexander Pope. Mas um homem ainda via trevas. Era...


John Michell

Em 1784, o cientista perguntou a si mesmo: o que aconteceria se multiplicássemos 500 vezes o diâmetro do Sol e mantivéssemos a mesma densidade? Usou as equações de Newton para chegar à resposta: nasceria uma estrela escura, com tanta força gravitacional que absorveria até a luz. Só que ninguém entendia direito a relação entre gravidade e luz. Até que surgiu a...


Teoria da Relatividade Geral

Pare de ler e balance esta revista no ar. Sabe o que você acaba de fazer? Chacoalhar o Universo inteiro. É o que diz a teoria proposta por Einstein em 1915: quando um pedaço de matéria se move, ondas gravitacionais espalham-se à velocidade da luz para todos os lados e distorcem tudo o que alcançam, até mesmo o tempo. Essa visão revolucionária da gravidade fascinou o físico...


John Wheeler

O americano e mais uma geração inteira de cientistas se debruçaram sobre a idéia do Universo como um tecido espaço-temporal e repensaram os antigos problemas da física. Em 1957, quando estudavam a matemática da estrela escura, – rebatizada por Wheeler como buraco negro – toparam com equações que permitiam um fenômeno científico bizarro. Wheeler o chamou de...


Buraco de Minhoca

Lembra da maçã de Newton? Imagine que todo o Universo é apenas a superfície da maçã. Agora pense num verme atravessando-a de um lado para outro. As equações descreveram exatamente isso: que podem existir atalhos cósmicos que “furam” o Universo. E que eles podem levar a viagens no tempo. Ou seja: daria para entrar num buraco de minhoca e sair em 1665, no pomar de Newton.


● ● ● ● ●


Sobre o autor: Pensei vagamente em estudar História da Arte. Acabaria como todos que eu conheço que estudaram História, fazendo outra coisa. Poupei-me daquela outra coisa, mesmo que não tenha me formado em nada e acabado fazendo esta estranha outra coisa, que é dar palpites sobre todas as coisas no meu Blog e agora no Croatt.

3 comentários:

  1. Obrigada por sua visita em meu blog!
    Gosto também de discutir esses temas da vida :)
    Voltarei mais vezes!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Gracias por visitar mi blog... y por tus palabras...
    Te leeré con más tiempo... muy original todo...
    Saludos desde Argentina. Sil.

    ResponderExcluir