Não tenho mais medo

by quarta-feira, maio 19, 2010 1 comentário(s)

Não tenho mais medo de sonhar, não tenho mais medo de viver.

Antes tinha medo do escuro, medo de lobo, medo de vampiros e lobisomens. Medo de escorpião, medo de ficar sozinho, medo de crescer, medo que ficar pequeno pra sempre.

Tudo era motivo de medo.

Aos poucos cresci. Talvez nem tanto... Mas cresci. Cresci e vi que a vida é sim uma coisa muito rara. Vi que as pessoas são na maior parte do tempo, terrivelmente estúpidas, mas vi que eu gosto disso.

Isso me faz rir da vida.

É engraçado ver que a felicidade é encontrada mais onde não se tem muito dinheiro do que onde tem.

Todos pela felicidade, tudo se busca, tudo se acha. Tudo é tudo, mas na verdade não é nada.

Nada, pois é raro, tudo pois é muito.

Equilíbrio, não existe equilíbrio. Tudo no Universo se move, se muda, se forma e tem medo.

Eu não tenho mais medo.

Medo é uma coisa que todos têm. Eu não sou todos. Eu sou eu.

Viver ultrapassa qualquer entendimento, qualquer analogia ou qualquer bobagem que resolvam postar por ai. Tantos tentando explicar, algo que mal entendem.

Não tenho mais medo, medo é algo para quem não quer viver. Medo é algo para quem não quer sentir, pular, cheirar, criar, imaginar, correr e chegar a voar.

Entre tantos, tão poucos e tão muitos, nada é conciso, nada é sólido, você nunca toca em nada.

Tudo é.

Não tenho mais medo.

Um comentário:

  1. Algumas pessoas dizem que é bom ter medo de algumas coisas, que isso nos ajuda a ficar mais atentos. Eu até concordo. Temos que nessa vida, perder o medo apenas das coisas que nos fazem mal. Pra outras devemos ter cautela. Agora, exatamente que outras, eu não sei.

    ResponderExcluir