Falta algo...

by quarta-feira, julho 14, 2010 0 comentário(s)

Onde está?

Procurando por um amor, cujo qual desapareceu no ar. Queria ligar, queria falar... Queria estar.

Pensar... Pensar antes de falar?


Acaba que as próprias razões contrapõem à existência. Não é bem algo para ser expressado, nem para ser explicado, é algo para ser sentido.

Mas e quem não sente? Quem não sente está impossibilitado de amar? Estou preso às idéias, preso à minha própria solidão?

Os labirintos... Ah...

Falta algo, algo primordial, algo que não é exato, nem medido, mas é algo que me preocupa.

A visão apresenta sua definição de realidade, a mente apresenta outra, os cientistas querem provar tudo, os psicólogos querem colocar as pessoas entre as paredes de uma teoria, os filósofos refletem sobre a vida, os budistas tentam achar o equilíbrio, os médicos se matam de tanto trabalhar, os nerds ficam no computador por dias, terroristas preparam planos contra o governo, o governo nutre e sustenta seus governantes com dinheiro além do necessário, pregam a liberdade, felicidade, e mal importam-se com o mínimo de dignidade e honra, e eu, mero aventureiro dessa terra hostil, observa tudo isso com certa e necessária atenção.

Às vezes acho que se voltássemos a era medieval, quando combates eram travados com espadas, homens com honra e respeito, conquistas de terras, sangue e miséria. Uma época de desigualdades, mas que os homens sempre queriam algo a mais.

Sempre falta algo. Os humanos sempre evoluindo... Sempre falta algo. O que será esse algo? Não consigo ver.

Sei que falta muito, sei que falta. Disso não tenho dúvida. E precisarei de companhia... Boa parte do caminho é solitária e isolada... Não tenho medo de monstros.

O único medo que tenho, é de mim mesmo.

0 comentário(s):

Postar um comentário