Inspiração

by domingo, setembro 26, 2010 5 comentário(s)

Inspiração, algo que nem sempre tive, algo que vem e vai, sem mais nem menos, vem não sabe quando, vai não sabe porque, e se parece incrivelmente com o amor.


A verdade oculta das coisas está se revelando aos poucos. De todas as possibilidades de um mundo infinito, tudo o que podemos fazer é descobrir.

Chegamos sem mais, nem menos, vivemos sem manuais, morremos com incerteza, ou com certeza. Nunca perdemos a esperança, ou pelo menos, nunca deveríamos perder.

Há tantas pessoas no mundo, quanto possibilidades existentes, com tantas pessoas, as possibilidades se tornam infinitas.

Pensamos sobre quantas pessoas existem como se fosse uma coisa comum, mas na realidade nunca temos a idéia de dimensão das coisas, então apenas imagine um ônibus lotado, e que todas as pessoas são diferentes umas das outras, agora imagine outro ônibus, e outro e outro e outro e assim por diante, imagina que existem milhares de ônibus em todo o mundo e que nem todos na sua vida andam de ônibus. Agora tente ter a dimensão de quantas possibilidades de seres existem no mundo, existem tantas possibilidades quanto estrelas no céu.

Imagine que cada pessoa tem uma idéia, e que provavelmente essa mesma idéia várias pessoas já tiveram essas idéias. Qual é a possibilidade de uma idéia ser repetida ? É extremamente alta. Então a diferença é quem divulga a idéia primeiro, ou quem tem a loucura de falar o que ninguém nunca falou, e não tem medo de pensarem que é apenas um delírio de um louco, pois alguém pode achar que aquela é a maior verdade de todo o mundo.

Loucos são quem não aceitam novas idéias, pois em um Universo infinito, todo pensamento é válido, e toda idéia se torna importante.

A ciência é apenas um senso comum das coisas. Não significa que ela está sempre certa. E a religião é apenas um senso das coisas sobrenaturais.

Não importa bem qual caminho seguir, se você souber voar.

5 comentários:

  1. No final das contas ter a mente aberta para as infinitas possibilidades que nos cercam, encurtam em muito nossos caminhos.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns para quem escreveu o texto de hoje....na verdade queria continuar lendo e "viajando" nas idéias propostas.
    As vezes, pra não dizer quase sempre, me pego observando as pessoas, o que fazem, o que conversam, como agem,o que perguntam, fazem... acho que faço isso pra entender melhor as diferenças, ou talvez pra compreender melhor as minhas diferenças...
    "Não importa bem qual caminho seguir, se você souber voar"...Eu não sou daqui, mas pertenço a este lugar..onde estou hoje é o que importa, saber o que quero e assumir as consequencias de minhas ações fazem parte da decolagem... afinal quem eu sou? Mais um no onibus lotado??

    "Caixinha de idéias, surpresas enlatadas, arriscar é voar, se impor, se mostrar...
    Pra que? pra quem?
    Se conheça, se explore, não se obedeça e acima de tudo, ria de si, dos fracassos, dos sucessos, do futuro e incertezas...cada dia uma loucura ultrapassada, mas de uma coisa tenho certeza..não quero ser normal (saindo do onibus lotado....)"
    Abs

    PS: Quem escreveu o texto?

    ResponderExcluir
  3. Isabel, se eu fosse um pouco mais paranóico, pensaria que eu te conheço de algum lugar e que Isabel não é seu verdadeiro nome. Felizmente não sou :)

    rsrs

    Foi eu que escrevi mesmo... No final dos posts tem o autor... :)

    ResponderExcluir
  4. Que bom que não é paranóico...rsrsrs...afinal Isabel (com SSSS, como costumo dizer) é meu nome verdadeiro...mas acredito que não nos conhecemos!!

    Juro que até to me sentindo meio burra mas pra mim no final de cada post aparece a mensagem "postado por Croatt"....
    Então até onde entendi Croatt não é alguém, é um conceito não muito bem explicado, afinal, o verdadeiro artista não explica suas obras e sim deixa aberto a interpretações...e seu objetivo principal é falar com as entrelinhas e não deixar explícito tudo o que quer dizer...não seria apenas 1, mas vários autores fariam parte desse conceito...posso estar errada, mas enfim...keep going!

    ResponderExcluir
  5. Eduardo, concordo em partes, mas eu acho interessante, é mais emocionante quando é um desafio, e isso sim é incrível.

    ResponderExcluir