Ensaio sobre Idéias

by domingo, outubro 24, 2010 3 comentário(s)


Bom, hoje estou aqui, para falar sobre uma coisa que normalmente a maioria das pessoas aqui tem com freqüência. Uma coisa que todos os seres humanos têm e sendo original ou não, nós continuamos a tê-las.

As idéias são de graça, a simples criatividade presente em cada um de nós, tem sua originalidade, e sendo assim, cultivamos essas sementes dentro de nós.


Elas movem o mundo, elas movem o pensamento das pessoas, o evolui e faz ele crescer a partir de uma possível insignificante idéia. Mas até mesmo uma idéia ruim, que não seja interrompida, pode criar sofrimento e dor futuramente.


Eu me pergunto de onde as idéias chegam? Eu prefiro começar a falar de onde elas não nascem. Elas não nascem da ignorância, do nosso ato de ignorar tudo à nossa volta. Elas não nascem de gritos, interrompendo e estraçalhando as idéias de nossos filhos, amigos, parentes e até de conhecidos. E principalmente, elas não nascem de violência sem sentido.
Assim como nós moldamos o mundo à nossa volta, muitas vezes também – uma coisa que considero particularmente um erro – moldamos a idéias de outras pessoas.


O fundador da Logosofia – que oferece ferramentas conceituais e prática para o auto-aperfeiçoamento e por meio de um processo de evolução consciente que conduz ao conhecimento de si mesmo - González Pecotche, um grande pensador e escritor, disse certa vez que “Como as pedras preciosas, as palavras possuem também seus quilates e seu grau de pureza” e com certeza, devem ser pensadas antes de serem ditas.


Não conhecer nada da vida, além dos olhos dos pais, é com certeza, um grande erro, criar um ser humano que não consiga ser nada mais do que seu pai e mãe é ou já foi um dia, é terrivelmente absurdo.


A simples idéia de que o mundo todo seria diferente se simplesmente deixássemos de copiar uns aos outros é assombrosa. Tudo começa com bons professores, que oferecem ao aluno a capacidade de pensar criticamente. Ela começa em coisas simples como estar aberto a pequenas críticas ou simplesmente ter humildade desde pequeno, mas principalmente, de ensinar a criança a se levantar sozinha quando ela cai, pois nem sempre você pode estar lá para ajudá-la a se levantar.


Claro, que para tudo há um equilíbrio. Ao mesmo tempo em que os limites devem se extinguir e elevar a criatividade da criança ao máximo, eles devem ser estabelecidos quanto à organização. Mas nunca se deve interromper uma idéia sobre garra e vontade de criar algo incrível, como Gandhi disse “A força não provém da capacidade física, e sim de uma vontade indomável.”


E isso tudo se inicia com uma simples e boba idéia de um desenho feio – no meu caso - que todos nós fizemos quando éramos crianças, e dependendo do que os nossos pais disseram ou demonstraram, nos tornamos bons ou maus. Claro que não somente nesse instante isso é instalado, mas em várias réplicas dessa mesma ação e de vários modos diferentes.
Todas as escolhas, medos, inseguranças, idéias, pensamentos do futuro iniciam ali na infância, e como sugeriu Sigmund Freud, poderiam voltar mais tarde como transtornos emocionais.


Uma idéia só pode surgir na mente de um ser humano, quando esse ser humano, não encontra limitações. Nada é impossível. Muitas pessoas, milhares, ao longo da história, eram pessoas comuns que viviam suas vidas comuns, e então decidiram ver o mundo de um jeito diferente dos demais à sua volta.


Tudo que é diferente é recebido com insegurança. O normal, todos aceitam. O diferente demora a ser aceito.


Mas qual seria a sociedade que evolui? Aquela que aceita o normal, ou aquela que aceita o diferente, o inovador.


Que observemos o mundo ao nosso redor, onde as luzes correm rapidamente, as pessoas andam objetivamente, com a idéia de que moldamo-lo a partir de nós mesmos.


Uma idéia é uma coisa simples, mas como todos os detalhes da vida, devem ser levados em consideração.


Até a idéia mais louca pode esconder a mais incrível genialidade.


Agradeço por todos vocês terem me ouvido e escutado atentamente às minhas idéias e reconheço que nem tudo que está aqui é totalmente certo, pois sou ainda um adolescente que há muito a ver e a aprender. Retirei o texto que falei aqui do meu blog, e todos vocês estão bem vindos no meu pequeno espaço de idéias.


Muito obrigado.

3 comentários:

  1. As idéias são o que movem o mundo e fizeram dele o que é hoje. Chegamos onde chegamos por causa das idéias, tanto as boas quanto as ruins.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma vez, fico feliz de ter encontrado esse cantinho virtual....um espaço cheio de ideias, aliás parece até que esse texto foi escrito dos meus pensamentos...rs
    Bom, para mim a ideia nasce desde de antes de nascermos, a partir da experiencia que passamos durante a gestação...enfim...o que pensamos define quem somos? Acho que em partes, por isso, a busca pelo autoconhecimento deve ser incansável e constante
    Se idéias mudam o mundo, os exemplos o arrastam, pois são as pessoas que fazem a diferença....as pessoas são as ferramentas motoras da inercia!!
    Viva ao brainstorm, aos criadores, as criaturas fontes de inspiração,aos pensamentos, as cervejas das ideias, aos planos mirabolantes, as tentativas, aos riscos, aos fracassos, as maças caidas das arvores, aos homens que utilizam as experiencias como fonte de aprendizado!!
    Penso, logo existo....

    ResponderExcluir
  3. Dominemos as ideias,senão,elas dominam a gente!
    Também adorei teu espaço,tua criatividade,tua irreverencia...
    Retribuindo com o mesmo carinho a visita!

    beijo
    Sophi

    ResponderExcluir