Pensamentos Embolorados

by sexta-feira, dezembro 17, 2010 0 comentário(s)

" Somente não se vive, nos segundos que deixa de respirar. Ou porque eles são incríveis, ou porque você está morto. " Foi um de meus pensamentos dias atrás...

Nós evoluímos tanto nos últimos anos tecnologicamente, e no que evoluímos filosoficamente? Estamos mais depressivos a cada dia, simplesmente por falta de filosofia, em um mundo onde a tecnologia reina. Antigamente, pensadores se reuniam em todo o mundo para simplesmente discutir se a vida fazia ou não algum sentido, e essa era considerada uma discussão importante. Hoje descobriram os locais que fazem as emoções acontecerem no cérebro, e se quiser, coloca-se um interruptor ali, e pronto, aqui está : Sentir/Não Sentir, rápido e fácil.

Inventaram drogas que curam a maioria das doenças físicas, mas não inventaram nenhuma, ou pelo menos não cultivaram nenhuma que curasse a pior de todas as doenças, a doença da alma.

Os celulares trazem comunicação rápida e fácil. Instantânea e onipresente. Mas simplesmente não trazem o carinho, o afeto e todo o sentimento primitivo, mas que é o mais importante para o ser humano.

As televisões e filmes ainda mostram realidades vazias e baratas, aonde se pode ter tudo, ou aonde há drama, comédia, e suspense em três dimensões, mas esqueceram de anunciar que tudo aquilo, é apenas um filme, e que a realidade está aqui e agora. E mesmo ouvindo falar de guerras em outros estados, nos limitamos a falar "bandido tem que morrer mesmo", e não lembramos que também há pessoas inocentes naquele meio.

Os computadores e a internet trazem informação e entretenimento de todos os lugares do mundo, desde o ponto mais alto, até o ponto mais baixo, desde o ponto mais ao norte, ao mais ao sul, podemos ver tudo pela tela LCD ou LED, mas não conseguimos ver que há um outro ser humano aqui perto, que precisa mais de um simples cobertor, e um pouco de felicidade. Bebês cruelmente abandonados na rua, sujos e sem família, que crescem em um ambiente hostil, aonde nem seus pais, nem suas mães, tem noção de quão importante é criar um ser humano.

O horizonte, que um dia fora incrível, e lindo, agora se limita a ter vários outros prédios, com uma fumaça negra saindo por chaminés de indústrias, destruindo tudo o que um dia já foi o Planeta Terra. O horizonte se tornou limitado, não pela visão, ou pela esperança, mas sim pelos perigos demonstrados pela TV e por todos, que se acham seguros em seus cubículos de cimento.

O mundo se torna cada vez mais conectado, cada vez mais interligado, cada vez mais frio, cruel e triste. Em toda sua magnitude, a tecnologia nunca foi tão avançada, e tão retrógrada. Conseguimos ter um milhão de amigos em redes sociais, mas não encontramos um sequer para nos ouvir quando precisamos de falar.

E em todas as palavras que escrevi aqui, nada me deixa mais triste, do que ter que escrevê-las aqui, e não poder ser levado à sério, para que o mundo todo saiba que a verdade é que não progredimos nada, apenas regredimos.

Tecnologia e filosofia, nunca foram palavras tão desiguais e tão desequilibradas.

0 comentário(s):

Postar um comentário