Contínuo

by sábado, janeiro 15, 2011 0 comentário(s)

O ar de minha boca se esvai, as idéias de minha mente se vão.

Seria hora da morte?

Não, não existe essa palavra em mim. A existência é cruel, é severa, mas não deixa nenhum segundo de ser incrível e absoluta.

Meus olhos não podem mais ver, meus ouvidos não ouvem mais.

O pensamento. O pensamento nunca acaba. Nunca acabará. Nunca acabou.

Nós não precisamos esperar.

Vamos, vamos ao infinito.

Vamos atravessar a barreira do impossível.

Vida. Viva a sombra de cada dia, o sentimento, o ar, as idéias. Viva a vida.

Seja feliz.

0 comentário(s):

Postar um comentário