Comunicação

by domingo, fevereiro 13, 2011 0 comentário(s)

Esse texto foi retirado do início do quarto ensinamento do nobre caminho óctuplo da filosofia budista – A fala correta.

Simples. Direto. Eficaz. Quase uma oração. Certamente um ensinamento. Talvez possa ser seu.

“Como tenho plena consciência de todo o sofrimento que pode ser causado por palavras descuidadas e pela incapacidadede ouvir o que está sendo dito, fiz o voto de cultivar a fala amorosa e a capacidade de ouvir com atenção, para poder ser um veiculo de alegria que traga alivio para a dor das pessoas.
Sabendo que as palavras podem gerar tanto felicidade quanto dor, estou determinado a dizer sempre a verdade, e a usar palavras que valorizem a outra pessoa e que inspirem alegria e esperança.
Não espalharei nenhuma notícia que não tenha certeza de ser verdadeira, e não criticarei nem condenarei aquilo que não conheço bem.
Evitarei pronunciar palavras que causem divisão ou discórdia, ou que contribuam para a separação da família ou da comunidade.
Tenho a firme intenção de fazer o melhor que puder para reconciliar e resolver os conflitos, mesmo aqueles que sejam considerados pequenos”

0 comentário(s):

Postar um comentário