Às Vezes Não Entendo

by quinta-feira, março 10, 2011 0 comentário(s)

Sempre há algo ruim, sempre há algo incomodando,
Sempre existe algo que atrapalha, algo que está faltando alguma coisa

Nesse ser confuso e exponencialmente especial, existem tantas peculiariedades,
Cujas quais nem sequer me atrevo a dizer


Em meio à sentimentos devastadores e absurdos ditos em alto e bom som, se encontra uma pequena pedra, que deve ocupar o lugar quando o coração não está lá, ou pelo menos, quando ele resolve tirar uma folga

Não sei o que dizer, nem o que falar,
Tudo isso, de alguma forma, pode me acusar


Cada vez menos, cada vez mais, penso que,
Talvez, não exista um porque


Apenas exista o eu e o você

Nem sempre tudo será assim,
Que amadureça o pensamento


Que o coração ouça melhor,
Mas que a mente ouça melhor ainda


Maturidade se ganha com o tempo,
E se perde com o vento


Seja sempre interessante, forte, inteligente
Mas acima de tudo, guarde seus mistérios


Não há nada mais interessante do que descobrir os mistérios da vida.

0 comentário(s):

Postar um comentário