Sem Palavras

by quarta-feira, julho 27, 2011 0 comentário(s)
Na verdade, a visão acima dos fatos, e as verdades são absolutos. Não existem sentimentos o bastante que superem a razão. Se algum dia esses sentimentos superarem a razão, resultará em um triste fim. O coração é enganoso, a mente deve mandar nele, não o coração na mente.

Existem mais coisas dentro de um ser do que existem entre os mais altos céus, as mais altas montanhas, até os mais profundos abismos e insolúveis peripécias.

A vida toda é uma grande peripécia, dentre tantos erros, e tão poucos acertos, a única coisa real é o que vemos, e nada além. Meus olhos são meu universo, algo além disso é suposição.

Vejo que meu Universo se expandiu exorbitavelmente, porém a preços que se soubesse que teria que pagar, não teria pago.

"O que me dá raiva, Não é que você fez de errado, Nem seus muitos defeitos, Nem você ter me deixado, Nem seu jeito fútil, De falar da vida alheia, Nem o que eu não vivi, Aprisionado em sua têia... O que me dá raiva, São as flôres, E os dias de sol, São os seus beijos, E o que eu tinha, Sonhado prá nós... São seus olhos e mãos, E seu abraço protetor, É o que vai me faltar"

0 comentário(s):

Postar um comentário