Sejas

by domingo, janeiro 08, 2012 0 comentário(s)
Admiro-te de cima à baixo
Sois sol em noite escura
Sois céu estrelado em alma obscura
Sois luz quando as trevas me corrompem

Sabes, vossos olhos me tiram o sono
Vossa sabedoria e desenvoltura estilhaçam meu peito
Vossa ideologia remete-me à lugares nunca conhecidos

Vós sois ar, brisa que anda através do tempo
Através da vida
Vós sois meu ar

Ar que me falta respirar

Sejas vós e mais ninguém

0 comentário(s):

Postar um comentário