Pass Ado

by terça-feira, junho 26, 2012 0 comentário(s)
Existem coisas que nunca voltam,
Coisas que nunca devem voltar,
Mas de todas as memórias que tive,
Queria reviver uma delas e voltar aquele lugar.

Aquele lugar que parecia sem sentido,
Onde todos os rios se encontravam,
Entre a natureza e cachoeiras,
Que aos poucos desalinharam.

Não era apenas uma vida,
Eram memórias, hoje esquecidas,
De um tempo que nunca fora meu,
E de verdades tão claras quanto o breu.

0 comentário(s):

Postar um comentário