Sobre Sentir e Ficar Mudo #1

by quarta-feira, julho 03, 2013 0 comentário(s)


Não sei se você, caro leitor, já pensou alguma vez sobre os cinco sentidos. Talvez sim, em alguma aula de filosofia, ou alguém disse quando você era pequeno, mas realmente, você já refletiu sobre eles? Eles são as portas de comunicação com o mundo, sem eles, não existe nada que entre e nada que saia do seu infinito finito de coisas quaisquer.

Pensando profundamente nos cinco sentidos, é possível notar que eles se resumem a apenas um: sentir. Pode parecer besteira dizer isso "Os sentidos se baseiam em sentir", mas leia novamente, entenda com outros olhos, de preferência com um coração ou usando a razão. Quando um cheiro passa pelo ar, seu nariz o recebe e seu cérebro absorve o seu significado comparando entre outras memórias sobre aquele mesmo cheiro. Quando uma nova comida é colocada na língua, você sente se aquela comida é amarga, doce, salgado ou ácida. Quando suas mãos tocam o teclado, ou qualquer coisa, o impacto e a textura é sentida por você. Quando seus olhos observam uma paisagem linda, extensa e colorida em plena luz do dia, eles estão na verdade sentindo os raios do sol, que os objetos refletem, com os diferentes comprimentos de onda de cada cor. E por último, quando seu ouvido recebe um som, você sente a vibração através das moléculas do meio que chegam ao seu tímpano e o fazem vibrar, provocando no seu cérebro impulsos elétricos que se transformam em um sentimento inteligível. Todos os sentidos são apenas uma palavra: sentir. Somos seres feitos para fazer sentir e sentir.

Essa semana (01/07 até 08/07) decidi que ficaria mudo, sem falar, até a próxima segunda (08/07). Porque? Por nada. Falaria apenas em situações essenciais, como atender o telefone, ou que não houvesse um modo de me comunicar com as mãos e minhas ações. Minha impressão nesses três dias, foi feita através de anotações, que irei transcrevê-las a seguir:

1 - As pessoas comuns observam o mundo a partir de sua memória recente, suas impressões são tomadas sem relação a fatos passados.
2 - As pessoas que observam o mundo com a mente, captam todas as impressões possíveis em cima de um fato, descartam as impossíveis e toma conclusões sobre elas.
3 - As pessoas apenas se entendem quando passam a primeira fase da conversa: sincronização. Sem as palavras, essa fase é demorada.
4 - As flores, assim como as mulheres, são sensíveis ao mesmo tempo que ferozes em suas cores. E da mesma forma, quando se tira uma flor de seu galho, ela começa a morrer. O que se deve fazer é admirar e amar o máximo possível aquela flor, ter cuidado ao tocar nela e carinho para não se machucar com seus espinhos, ou machucá-la com mentiras.
5 - Ficar em silêncio traz uma empatia muito grande.
6 - Ou é extramente fácil, ou é extremamente difícil quando se torna necessário expressar um verbo ou um sentimento profundo.
7 - As palavras mudam o sentido da vida.
8 - É preciso abdicar fazer sentir para sentir.
9 - O silêncio é progressivo. Aos poucos, as palavras deixam de ser necessárias, aos poucos os olhos dizem mais.

0 comentário(s):

Postar um comentário