Sinto sua falta

by segunda-feira, agosto 26, 2013 0 comentário(s)
Das folhas grudadas na parede do meu ser
Acabei deixando soltas pro vento levar
Sem sequer por um minuto perder
A esperança de sempre te admirar

Os dias passam cheios
Aqui continua vazio
Preenchido de devaneios
Está meu alívio

Pra onde você fugiu
Aqui estava tudo tão bem
Não sei rimar nesse frio

A lua ainda é anil
As nuvens ainda são bobas
O vento ainda sopra

E o mar, de vento em popa

Croatt

Conceito

0 comentário(s):

Postar um comentário