Comentário Resposta "Porque Dói?" - Nayara Silva Martins

by quinta-feira, dezembro 18, 2014 0 comentário(s)
Talvez a dor seja o único caminho que temos para nos libertarmos. Serve para compreendermos o quanto nossas quedas representam não um verdadeiro "castigo" que estávamos, desde sempre, destinados a passar. É uma boa forma de ensinar a fazer, sentir, da próxima vez, de maneira diferente, de forma a trilhar algo que nos conduza ao que desejamos, diga-se de passagem, à felicidade.

Prender-se ao passado, ficar retido a ele, se contorcendo, tentando entender "em que ponto" erramos, não é a escolha certa...

Não que o ideal seja esquecer todas as lembranças, seja elas quais tenham sido...mas usá-las como armaduras numa batalha, que travamos com nosso próprio interior. Em outras palavras, é voltar-se para si mesmo e perceber que tudo que poderíamos ter feito... foi feito, nas condições permitidas.

Talvez, ainda, o mais duro, nem seja a dor que sentimos por um determinado fato, perda...mas o que fizemos ou que podíamos ter feito, e não o fizemos. E às vezes, com isso, acabamos tomamos as dores dos outros, sem querer... simplesmente, pelo dever de fazer algo - achando que, assim, podemos reparar nossos erros ou faltas.

Existe um velho ditado que diz "Que coração dos outros, é terra que não se pisa". Pois bem, entender os outros ou ainda conviver apenas com os problemas dos outros, não é o melhor caminho para curar uma dor que, pode a muito tempo, existir em si. Exatamente, porque somente, cada um de nós, nesse planeta ocupado por mais de 7,2 bilhões de pessoas, conhece ao seu próprio coração...embora, nem sempre, saibam disso.

Sobre o segredo para curar a dor? Viver a vida um dia de cada vez, é uma boa resposta. Quando consegue-se olhar para o Universo que nos rodeia, podemos observar que nenhum problema, dor, pode ser e é tão grandioso como tudo isso a nossa volta... Que não existe nada que não possa ser superado e que se queremos mudar algo, que as mudanças devem começar hoje.

Não é necessário mudar o cabelo, ou comprar uma roupa nova...isso é bom. Mas o principal é não se esqueçer de abrir a mente e o coração para novas expectativas, novos sonhos... E deixar que as pegadas pelo caminho, sejam lentamente, apagadas.

Croatt

Conceito

0 comentário(s):

Postar um comentário