um mero sopro

by quarta-feira, dezembro 10, 2014 0 comentário(s)
A morte não me assusta mais
A vida se tornou um mero sopro
Vejo os olhos dela com carinho
Se tornarem brasas, consumindo meu caminho

Ainda alimento um grande medo
Tenho muito receio
de que o tempo passe voando
E meus sonhos se afoguem no mar
E o peso em minhas costas se torne pesar

Na aurora dos meus dias me encontro
Mas se essa é a aurora,
porque não estou feliz?

Croatt

Conceito

0 comentário(s):

Postar um comentário