História Experimental: Stalker Platônico

by domingo, novembro 29, 2015 0 comentário(s)
Eu estava no ponto de ônibus quando vi ela sentada ao meu lado. A observava mexendo no celular e ajeitando o cabelo, até que reparou em mim.

- Oi? - Ela me disse, com gentileza e beleza - Porque você está me encarando?

Os olhos castanhos dela se viraram para outra direção quando não a respondi.

Eram olhos belos, refletiam a luz que atravessava as árvores próximas de onde estávamos.
Em seguida, a tempestade castanha neles olharam para os meus novamente.
Um arrepio correu meu corpo.

- Menino estranho! - Ela mudou para o lado mais distante no banco enquanto continuei a olhá-la.

Em seu rosto, suas belas sobrancelhas se enrugaram e de sua boca saiu um suspiro longo.

Como se todo ar do mundo não fosse o bastante para me mostrar quanta paz havia em seu peito. Ela olhou para mim querendo arrancar meu coração. Mal sabia ela que já havia arrancado.

- PARA DE ME OLHAR! - Ela dizia com sua voz doce e alta enquanto se levantava e vinha em minha direção com o pequeno e delicado frasco com spray de pimenta.


Não sabia se as lágrimas eram de amor ou pela pimenta que ardia meus olhos. Nunca mais a vi depois que ela me bateu.

Croatt

Conceito

0 comentário(s):

Postar um comentário