alar sob cais - 2 minutos de leitura

by domingo, dezembro 25, 2016 1 comentário(s)


me sinto sólido
mais sólido do que em muitos momentos da minha vida
o abstrato me atrai, mas não me define
me sinto cheio de significados ainda,
mas significados que ganharam paz

talvez 2016 tenha sido um ano de aprendizagem
um ano que usei pra aprender a lidar com o passado e seus entremeios
um ano decisivo, em que pude colocar os pingos nos i's, as vírgulas nos lugares corretos

pode ser algum outro tipo de ilusão, é claro
mas de alguma forma, sinto que minhas muitas possibilidades
se converteram em uma forma fixa, arrojada
um pouco enferrujada nos cantos, mas bela
uma nova forma, sob o manto de um novo objetivo

não é tudo o que queríamos,
tudo o que sempre pensamos em ser?

está escuro, amo essa escuridão
essa nova solidão
me sinto bem nela agora
ela conversa bem com esse novo ser
esse novo modo de ser

os sentidos se tornam carne na minha pele
milhares de palavras partindo de centenas de livros
os poemas feitos no vazio e no céu
ainda vejo o passado, mas ele não machuca

me sinto sólido, firme
como um barco que depois de uma longa tempestade à deriva
finalmente se localizou e se direciona
pro cais onde anseia aportar

Croatt

Conceito

Um comentário: